Como saber meu orixá  

como saber meu orixás

Quando se começa o interesse por alguma das religiões africanas como Umbanda e o Candomblé, é normal algumas pessoas quererem saber qual meu orixá.

Porém, a dúvida para esta questão não é tão simples como muitos imaginam. É preciso um trabalho mais aprofundado com os mestres responsáveis pelo terreiro que você frequenta e muito, muito coração aberto.

Mas vamos falar um pouco sobre o tema, e dar algumas dicas para você sobre como saber meu orixá.

Orixá regente

No momento do nascimento, cada indivíduo é acompanhado por guias protetores. São eles os responsáveis por saber quem somos, de onde viemos, qual nossa missão e conhecem o caminho que devemos seguir.

É bastante comum as pessoas chegarem aos terreiros e perguntarem para os pais e mães de santo sobre como saber o orixá de cabeça. Muitas vezes, o indivíduo ainda nem iniciou o seu trabalho mediúnico e tem essa curiosidade, é normal e compreensível.

Porém, sobre a perspectiva da Umbanda, descobrir qual orixá é o seu não é relativamente a coisa mais importante. O essencial é que a pessoa se torne mais consciente para praticar o bem e a caridade. Tem muito mais valor o médium que se dedica à mediunidade e a partir daí o caminho para conhecer seus guias e mentores vai acontecendo naturalmente.

Tudo tem um tempo para as cosias acontecerem, é preciso maturar. Então, lembre-se que o orixá regente nada mais é do que uma força natural, previamente determinada no momento em que nascemos pelo Odú.

Para quem não sabe, Odú é o pai criador, também difundido pelo jogo de búzios. Cada Odú tem ligação com um ou mais orixás, e tudo isso se transforma em uma espécie de sistema que a pessoa tem que ir descobrindo e explorando ao longo da vida.

Existe alguma maneira ou cálculo de descobrir meu orixá?

Existem algumas tabelas de cálculos, inclusive alguns sites que já fazem o processo de acordo com a data de nascimento.

Porém, trata-se de oferecer uma ideia sobre qual seria o orixá protetor. No caso do orixá de cabeça, o Candomblé, por exemplo, se utiliza dos jogos de búzios ou realiza consulta com os guias.

O orixá de cabeça representa a essência primitiva, o nosso interior e a nossa energia que sustenta o caminho espiritual.

Além do orixá de cabeça, há ainda o orixá da direita, da esquerda, da frente e orixá juntó.

Para compreender cada um deles, é preciso trabalho árduo para que o conhecimento se manifeste, abrindo assim uma leitura mais correta e efetiva sobre qual é o meu orixá.

Nem sempre o perfil físico e características de personalidade indicam corretamente sobre qual é o orixá protetor. O caminho mais assertivo para descobrir é sempre através da observação, do cuidado e do trabalho mediúnico.

O que são orixás?

Os orixás são forças naturais, capazes de reger toda a energia do mundo e das pessoas. Eles têm a missão de proteger e equilibrar as energias, além de auxiliar cada indivíduo em seu caminho individual.

Para compreendê-los melhor, os orixás são como anjos, que tem como missão nos proteger.

Orixás e datas comemorativas

  • Exú – 13 de junho
  • Ogum – 23 de abril
  • Oxóssi – 20 de janeiro
  • Omulú – 16 de agosto
  • Oxumaré – 24 de agosto
  • Xangô – 29 de junho
  • Iemanjá – 2 de fevereiro
  • Iansã – 4 de novembro
  • Ossaim – 5 de outubro
  • Oxum  – 8 de dezembro
  • Logunedé – 19 de abril
  • Ewá – 13 de dezembro
  • Obá – 30 de maio
  • Nanã – 26 de julho
  • Oxalá – 25 de dezembro

Procure auxílio

Se você começou ou está interessado em frequentar algum terreiro de Umbanda, converse com os pais e mães de santo responsáveis, pois eles poderão orientar você no trabalho mediúnico.

Aos poucos, você vai começar a identificar as características da presença energética que mais atua em torno de você. Veja, apesar dos mestres ajudaram a identificar alguns aspectos, apenas você mesmo será capaz de ter a certeza sobre o seu eu interior e o seu orixá protetor.

Por isso é tão importante a busca pelo autoconhecimento e a prática religiosa constante para vivenciar os aspectos de religião escolhida.

Quando encarnamos, recebemos a carga divina dos pais e mães orixás, que estão o tempo todo assistindo a esse importante acontecimento na vida de cada um.

Através deles, do trabalho de autoconhecimento com a ajuda de seus guias é que você descobrirá quem são seus pais e mães de cabeça. Não é sacerdote, nem guia de outros mestres e nem os búzios.

No caso dos búzios, eles podem sim apontar seus orixás, porém aqueles que estão perto de você naquele momento, e não o seu orixá de cabeça.

Somente o guia que trabalha com você é que será capaz de ajudá-lo nessa missão. Pode ser através de incorporação? Sim, porém, tudo leva tempo e trabalho mediúnico sério.

Pratique a caridade, respeite seu eu, e se dedique ao trabalho com coração aberto. Assim você vai descobrir o seu orixá protetor.

Links úteis:

Caso tenha dúvida como descobrir seu orixá, não deixe de escrever nos comentários.

Como saber meu orixá  
5 (100%) 1 vote
loading...