Uma casa doente pode adoecer a sua família: saiba como a protege-la

A nossa casa é o nosso forte, é o nosso porto de abrigo. É onde nos sentimos bem e em segurança.

Mas o que acontece se a nossa casa “ficar doente” como qualquer um de nós? O que vai acontecer?

Hoje vamos falar disso mesmo: De como uma casa doente pode adoecer a sua família.

Acreditem ou não, mas hoje em dia as crises que temos de rinite, sinusite ou até mesmo asma, estão muito relacionadas com o nosso ambiente…doméstico.

Quando isto nos acontece, logo começa a tourada do nariz entupido logo quando acordamos, os espirros, a comichão nos olhos, no nariz, no céu da boca e até nos ouvidos e na pele. E é claro que para acompanhar isto em beleza, o nosso armário da casa de banho está cheia de antialergenico, descongestionantes e afins. Termina uma crise, ficamos todos contentes, mas passado algum tempo lá volta ela.

A questão é que só estamos a tratar dos sintomas e não a causa, que neste caso, é o ambiente em que vivemos. Uma casa doente significa, que tem poeira doméstica, animais, mofo, a própria estrutura e como foi projetada a casa,  idade dela (quanto mais velha pior), são tudo factores que podem levar os seus habitantes a ficarem doente.

E não pense que por limpar a casa todos os dias os problemas desaparecem, pelo contrário.

Causas

Já falamos aqui das causas mais básicas para por uma casa doente, como a poeira doméstica e o bolor, mas também há outro problema que temos que ter em conta: a iluminação solar no nosso ambiente.

Ou seja, quando a luz solar é pouca ou até mesmo nenhuma, vai fazer com que a proliferação dos alergénicos, como os fungos e ácaros seja muito maior, e que acabam por nos causar problemas pulmonares graves.

Cuidados a ter

Como é óbvio devemos limpar a nossa casa, limpar o pó, arejar a casa, mas também devemos ter atenção se há fugas, infiltrações e se os vários ambientes recebem ventilação, para além, é claro de se deixar a luz do sol entrar.

Ou seja, limpar é importante, isto porque o ácaro, que é o principal agente causador de alergias, de acordo com o Dr Drauzio Varela, ele “se alimenta de resíduos da descamação da pele e prolifera na poeira doméstica, especialmente nos lençóis e travesseiros, tapetes, carpetes, cortinas e bichos de pelúcia. Por isso, o ambiente onde a pessoa alérgica vive deve ser bem-ventilado, ensolarado e cuidadosamente limpo”.

Também se deve manter o ar a circular para que se evite a concentração de composto orgânicos voláteis, que normalmente são emitidos por colas, tintas, vernizes e até mesmo móveis. Para além de que ajuda com os produtos de limpeza, insecticidas ou outros que tenham um cheiro forte.

Janelas abertas

Mesmo em cidades poluídas, as janelas devem estar abertas, isto porque uma casa que esteja sempre fechada, o ar interno vai ficando cada vez mais poluído e mais tóxico que o ar de fora.

Dicas úteis para ajudar a nossa casa doente

  • Tente manter os ambientes arejados e expostos ao sol durante a maior parte do tempo.
  • Dispense o uso de cortinas, carpetes, tapetes, almofadas ou de outros objetos que possam acumular poeira difícil de remover.
  • Use um pano húmido e aspirador na limpeza do chão e dos móveis.
  • Use máscaras ao fazer a faxina dos armários e estantes.
  • Beba bastante água, principalmente se passa muitas horas em locais com ar-condicionado.
  • Não se automedique, nem siga as sugestões de curiosos. Ouça sempre o que um médico especialista sobre o assunto tem a dizer.
  • Lave as roupas de cama pelo menos uma vez por semana e as roupas que estão guardadas há algum tempo antes de usá-las novamente.
  • Procure habituar os seus animais de estimação a viver fora de casa. Não os deixe subir para cima dos sofás nem das camas onde as pessoas dormem.
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (Sem votação)
Loading...
loading...